quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Mais uma achega


Club Silencio e Llorando, in Mulholland Dr., de David Lynch (Naomi Watts, Laura Elena Harring, Richard Green, Conte Candoli, Cori Glazer, Rebekah del Río)

11 comentários:

Sophiamar disse...

Não ouvi o video mas desejo-te umas boas férias. Que a música nunca nos falte.

Beijinhos

adelaide amorim disse...

Um filme inesquecível, Friend.
Abraço grande e boas férias.

Huckleberry Friend disse...

Sophiamar, isso mesmo. Silence like a cancer grows... beijos!

Adelaide, é daqueles que tem sempre algo mais para descobrir, de cada vez que o vemos... beijinhos!

Sofia K. disse...

Arrepiante... não o oiço porque sei que passaria o fim-de-semana a cantar... llorando... e para hoje prefiro outras bandas sonoras... Mais Tom & Jerry, vale?

beijos

ana v. disse...

Tenho gostado muito destes teus silêncios... bom tema! Mas confesso, querido Huck, que já tenho saudades das tuas belas palavras...
Que tal retomá-las, nem que seja para uma despedida antes das férias?

beijinhos

Pedro disse...

Ana, foi uma semana cheia daqueles silêncios que nem sempre fáceis de ler. Tenho-me socorrido de outros silêncios - ou de ruídos ligados ao silêncio - para tentar "ver a luz" ou "ouvir o clique". Mas descansa, que não tardarei em escrever coisas das minhas... até porque só vou de férias mais para o fim do mês. Beijinhos!

Huck

Pedro disse...

Sofia, que me ajudas a quebrar silêncios e a perceber os que não conseguimos quebrar, depois deste fim-de-semana e da resma de folhas lloronas que ainda não saiu da ordem, respondo-te só assim: Dam-di-dam-di-dam-di-dam-di-here-I-am! Beijos enormes!

Pat disse...

The sound of silence, foi o que me veio à memoria quando li este post. Se é bom quebrarem-se silencios, tantas vezes há que sabe tão bem ouvi-lo!
Beijocas, primo.

Huckleberry Friend disse...

Ora, se te veio à memória, podes ouvi-lo aqui. Beijos silenciosos, querida!

M. disse...

clube do silencio.

poderoso;)

Huckleberry Friend disse...

Já uma vez ouvi esta canção num certo blogue de celofane que paira entre o Kansas e a terra de Oz... (a propósito, li umas coisas muito giras sobre paralelos entre Mulholland Drive e O feiticeiro de Oz, depois conto-te). Beijinhos ;)