quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Quando eu era adolescente e o Verão era só despreocupação, escrevia coisas assim...

PC, 10 Maio 2008

Agosto

Dois passos
Na areia molhada
O mar que te molha os pés
A cadência
Marcada pelas marés
Levam-te sem saber
A não saber onde andas
A andar sem saberes quem és

Dois golos
Na cerveja gelada
O mar cantando uma canção
O desejo
De tocar naquela mão
Levam-te a viver
Como se afinal a vida
Fosse uma noite de Verão


Baleal, 31 Agosto 1995

15 comentários:

JúliaML disse...

:-)

que giro!

Sammia disse...

deste meuito cedo escrevias sempre muito bem!
Cadê as notícias? :)

virginia disse...

Quando voltares a sentir o mesmo - talvez mais tarde, muito mais tarde - terás a sensação de que essa despreocupação se mantém e que nunca estamos completamente isentos dela...

M. disse...

mudamos o tom da escrita, s destinaários das cartas longas, os temas que nos levam as lágrimas, ficou-te o talento.
achoqu te conheci por volta dessa altura. eu escrevia sobre a bicicleta do rapaz de quem gostava e sobre o penteado dele, de como o coração me saltava pela boca, tu ja escrevias assi, damn you:P
*

addiragram disse...

O curioso destes encontros virtuais é também a descoberta do que nos aproxima-gostos, lugares, músicas...ainda que as idades sejam tão diferentes. O Baleal,também fez parte dos meus lugares e aqueles areais são inspiradores.

Manuela Viola disse...

Um sentir de adolescente que espero se mantenha
Bjo.

Sophiamar disse...

Tempos que já lá vão! Fases da vida que todos mais ou menos temos.

Beijinhos

Mateso disse...

O poema é uma doçura . As palavras rebuscam a memória daquele outro tempo de ti. Lindo.
Depois o Baleal... lugar passado de alguns verões da minha infância.
Obrigada pelo perpassar do vento do tempo.
Beijo
When is the baby due' I suppose in October, isn´t it?
A special kiss.

Sofia K. disse...

Gosto das noites despreocupadas no verão... de passear de mão dada sem pensar na hora de acordar amanhã, sem pensar na viagem que me espera, sem pensar no cansaço... já falta pouco, dois dias apenas e lá estremos outra vez...

E que a vida seja como muitas noites de verão.

beijinhos

Huckleberry Friend disse...

Obrigado, Júlia! Beijinhos.

Sammia, estou à espera das tuas notícias, que tardam em chegar pelo correio... para depois responder, como prometido. Beijão!

Olá, Tia Bicas! Despreocupação é mesmo uma boa tónica para as férias de Verão. Com oscilações, claro, mas com muita vontade de sit back and relax... beijos!

M., foi mesmo nesta altura que nos conhecemos! Olha, vais-me visitar ao Baleal este ano, ou quê? Beijos!

Addiragram, a minha praia tem marcado gerações. Avós e pais transmitem a filhos e netos o amor por aquelas paragens... que são também um viveiro para que nasçam outros amores! Beijinhos.

Manuela, tanto quanto possível! Bjs

Sophiamar, isso mesmo. Que já lá vão... mas que se mantêm vivos! Beijos.

Mateso, era tudo tão simples! E sim, o baby vem em Outubro. E há-de ir ao Baleal logo que possível! Kisses too!

Huckleberry Friend disse...

Linda Sophie... eu a falar de amores nascidos no Baleal e ó p'ra nós! Tantas noites de Verão para trás, tantas mais para a frente! Beijos grandes.

João Paulo Cardoso disse...

E já alguém disse que os teus poemas poderiam ser aproveitados pelos nossos cantores?

Um abraço.

Huckleberry Friend disse...

Nunca ninguém mo disse, caro JP, mas eu até achava graça... abraço para ti!

JGVD disse...

Caro primo gostei muito do poema, já sabia que escrevias bem mas só raramente mostras os teus poemas. Gostava de ver mais uns! Grande abraço

Huckleberry Friend disse...

Obrigado, primo Zé. Há mais uns quantos espalhados pelo blogue... E outros na gaveta, claro! Abraços e até breve.