sexta-feira, 26 de junho de 2009

Courrier Internacional n.º161

Parem imediatamente o que estiverem a fazer, sobretudo se for trabalhar! E leiam o número de Julho do Courrier Internacional, cujo tema de capa retrata uma sociedade obstinada em acreditar que o trabalho (historicamente considerado uma praga) deve ser uma fonte de felicidade. Oxalá, é nisso que passamos um terço da vida...

Na mesma edição, poderão viajar até à Cidade do Cabo (da Boa Esperança ou cabo dos trabalhos?), debater a revolução cubana com taxistas, assistir a uma peça de teatro no Burkina Faso e folhear a literatura mundial em quase todas as línguas.

A revista alterta também para a crescente dependência das redes sociais da Net, revela a cadeira de rodas controlada pelo cérebro, dá conta da procura de novo território para os habitantes do condenado arquipélago das Maldivas e explica as dificuldades do sector financeiro indiano.

E mais? Que tal um portefólio dos maiores fotógrafos de guerra do século XX? Ou um perfil do pensador islâmico Gamal al-Banna? Como tentação final, sugiro a cupcakemania em Manhattan. Yummy!


Michael Jackson, Heal the World

3 comentários:

Virginia disse...

Pus esta canção - Heal the world num dos meus manuais de Inglês, mal eu sabia, que o seu autor iria morrer uns anos depois. É estranho ver morrer o Peter Pan....na neverland...é um pouco a nossa juventude que morre tb. Não era apreciadora da voz de MJ, mas adorava vê-lo dançar ao ritmo disco sound dos anos 80.

RIP

Nadia Mendes disse...

Vi a apresentação desta revista, na Sic Noticias, ontem à noite! Vamos fazer todos greve, porque trabalhar não nos faz bem! :)
Um espaço interessante que tem por aqui! Vou tentar visitá-lo mais vezes!
Bom domingo.
Cps, Nadia

Huckleberry Friend disse...

É uma bela música, Tia, e a mensagem permanece actual... nunca fui um fã incondicional do Jackson, mas esta morte fez-me alguma impressão, talvez mais pela retrospectiva toda do que pelo momento em si. Beijinhos
P.
PS: Got my voicemail?

Nádia, obrigado pelas suas palavras. Visite este ninho quando quiser e, já agora, compre o Courrier!