terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Courrier Internacional n.º 154

Saiu na sexta-feira mais uma edição do Courrier Internacional. As crescentes semelhanças entre robôs e seres humanos constituem o tema de capa deste número. Promissoras? Huxleyescas? Os textos que seleccionámos permitirão a cada um tirar as suas conclusões, mas, pessoalmente, embora haja coisas que impressionam, não me parece que haja motivo para grandes medos. O melhor é comprarem a revista, para terem a certeza...

Até porque há outros assuntos de interesse. Sabia, por exemplo, que os franquistas quiseram invadir Portugal durante o PREC, e que até se foram oferecer a Kissinger para levar a cabo tal tarefa, ciosos das criancinhas (incluindio niños y niñas) que os comunistas comeriam ao pequeno-almoço, mas os fascistas não? Alguma vez pensou como funciona o Banco Central da Palestina? Já reparou na quantidade de futebolistas italianos que andam a adoecer? Irritou-se quando a hora mudou e passou a anoitecer mais cedo? Gostava de ir à Luisiana? Se sim, desembolse 3,5 euros, que nem é muito, e leia os melhores textos da imprensa de todo o mundo.

Ah, é verdade! Este mês trazemos, como bónus, as memórias de John LeCarré, dos tempos em que foi espião ao serviço de Sua Majestade. Se o que está para trás não convenceu, isto deve chegar para desfazer dúvidas, não? Vá lá, pessoal, é Natal!



Lena d'Água e Salada de Frutas, Olhó robô

3 comentários:

João Paulo Cardoso disse...

O "Courrier" parece interessante mais uma vez.
E o "Codornizes" está bonito com as cores natalícias.

Um abraço.

Mário disse...

E não é que os elementos de um partido reaccionário acabaram mesmo no Campo Pequeno, no último fim-de-semana?!

Otelo tinha razão...

(isto a propósito do episódio do "resgate" de Portugal por Franco - lembro-me bem, como me lembro quando Otelo foi dizer ao Embaixador dos EUA que não era pessoa grata e que não se responsabilizava pela sua segurança, mas como velava pelka sua integridade o aconselhava a sair do país).

RFF disse...

Olhó robô, os gloriosos anos 80...