quinta-feira, 17 de abril de 2008

Blogues à quinta (XVI)

Piano

Mais uma semana, mais um blogue que gosto de visitar, ao ponto de lhe ter passado esta batata quente. Descobrir, tecla a tecla, o piano da Isabel Mendes Ferreira é uma experiência tão saborosa quanto o seria sentarmo-nos na rosa de pedra de Paulo Neto, que hoje abre o blogue, a ouvir a música que desata a tocar mal chegamos (sobre esta, tive pena de não encontrar informação de título e intérprete).

É difícil caracterizar este piano. Ao ler as entradas que o vão preenchendo, sinto-me, acima de tudo, desafiado. Tenho a sensação de que a autora lança reptos, fragmentos cuja coerência nos cabe encontrar - e há sempre uma! -, combinando-os ou complementando-os com o que nos vier ao espírito. As imagens são grandes e absorvem-nos o olhar (tenho a sorte de ter um monitor grande no meu local de trabalho), sobressaindo do fundo preto. As palavras mudam de corpo, tipo de letra e tamanho, obrigando o pensamento a acertar agulhas, e há silêncios _________ llansolianos.

O blogue mantém um grande número de entradas online. Não tem lista de links nem arquivo (é pena), apenas o perfil da autora, que tem mais um blogue, de acesso restrito, e colabora noutro. Um périplo pelos conteúdos mais recentes traz-nos corpos e pedras debaixo do céu, esqueletos e lágrimas férteis, serpentes luso-francesas à beira-mar, esboços a preto e branco, travos e trevos de fogo, a sereníssima Veneza e anjos ao ocaso. Continuaremos a saltar pelas brancas e pelas pretas, Isabel. Felicidades!

9 comentários:

Vieira Calado disse...

Vou dar uma olhadela...

Mena G disse...

Eu gosto mesmo de vir aqui!
Aprendo sempre qualquer coisinha de novo mas, depois, não sei deixar um comentário "decente".
Visitei a Isabel e também gostei!
Que mais posso dizer?
Ah, o senhor Sommer: uma pressa sem solução...
:)

Huckleberry Friend disse...

Vale a pena, Vieira Calado! Abraço.

Mena, sempre que deixas comentários são mais do que decentes, por isso, põe de lado a vergonha e diz sempre de tua justiça! Um beijinho grande.

hora tardia disse...

:) et voilá....j´'arrive...:)
sem saber...apenas porque vinha desejar um excelente fim de semana e caio aqui...:)

_____________
que se diz?

não faço a mínima.
que agradeço? sim...(no mínimo). mas tb que há muito por aí de muitíssimo Talento...No piano descobre vários links nos textos para outros acordes..:)
ah e tb a indicação das duas músicas que se soltam do piano...estão mais para baixo.

______________e vou.
e deixo õ tal beijo vadio...que aqui me trazia.
:)

imf

Huckleberry Friend disse...

Isabel, não é preciso dizer... basta manter o piano a tocar. Beijos!

pin gente disse...

não desfazendo... dois blogs maravilhosos o do paulo e o da isabel
deixo um beijo
luísa

Huckleberry Friend disse...

Vejo que estamos de acordo, Luísa. Deve ser por isso que também gostamos de nos visitar mutuamente na blogosfera! Beijos e boa semana.

Júlia Moura Lopes disse...

O PIANO?

o Piano é a Isabel. A cara dela.
Não se descreve.
Isabel, quando for a Lx tenho que te conhecer para te dar a flor amarela. pensas que não sei onde as há?

beijo

Pedro disse...

Então a Isabel deve ser encantadora, Júlia. Espero ter ocasião de conhecê-la(s) um dia destes. Beijinhos!