quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Baú das codornizes (IV)


Santa Claus, the Movie (1985)

Vi este filme em Oxford, há mais de 20 anos. É delicioso. Claus e Anya são um casal que costuma entregar presentes aos miúdos pobres da sua aldeia. Vão num trenó puxado por renas e tudo se passa no século XIV. Apanhados por uma tempestade de neve, salva-os da morte um grupo de elfos liderados por Dudley Moore. E assim nasce o Pai Natal. Ah, e a Mãe Natal, sem a qual...

2 comentários:

Vieira Calado disse...

Tudo bem.
Mas a mim o que me chateia, é que tínhamos o Menino Jesus (que, esse sim, me trouxe as prendas da minha infância), e agora aparece um tal Pai Natal, que nada tem a ver com a nossa cultura.
Como sabe, ele foi importado da Finlândia, pelos americanos, para vender coca-cola.
O meu próximo post é um pequeno poema sobre isso.
Um abraço.

Huckleberry Friend disse...

Atenção, que entre as origens do Pai Natal está também o bispo holandês São Nicolau (de onde Santa Claus)... Sempre gostei do Pai Natal, figura simpática que acho que já extravasa as suas origens. Também gosto do Menino Jesus e, apesar de ateu, sabe-me bem ter um presépio em casa, talvez pela noção de família e protecção que transmite. Em casa nunca fui habituado a dizer que as prendas vinham do Menino Jesus, mas tenho amigos que ainda hoje dizem isso. Bom Natal e um abraço, caro Vieira Calado!