segunda-feira, 31 de março de 2008

Um aceno

Pablo Picasso, Les mains liées

Algures no mundo, algures no tempo, uma mão acena. Desembaraçada, vence o atrito do ar líquido que lhe aquece os dedos. Fabrica ondas concêntricas que, na borda do micro-oceano em que somos convidados a mergulhar, salpicam os olhos de quem pára, deslumbrado, a observar todo aquele movimento.


António Pinho Vargas, As mãos (piano solo)

6 comentários:

Sofia disse...

Para bom entendedor, meia palavra basta!

Esse disco do APV está aqui a cantarolar na minha cabeça, sabias?

Mil beijos e um aceno

Huckleberry Friend disse...

És daquelas entendedoras para quem às vezes nem tenho de abrir a boca... e o disco que cantarola na tua cabeça gira na drive do meu PC! Outros mil beijos e uma mão estendida para a tua.

Júlia Moura Lopes disse...

eu não consigo ouvir....
porque será???

alice disse...

:) lindíssimo.

av disse...

Que amor, Huck! Imagino a emoção...
beijinhos

Huckleberry Friend disse...

Que pena, Júlia! Às vezes, as músicas do imeem e do esnips demoram a carregar... tenho tido algumas queixas de leitores a quem o codornizes bloqueia o computador, talvez esteja a exagerar nas imagens e sons. Peço a todos os que tiverem problemas o favor de mo dizerem por e-mail ou nos comentários. Beijinhos!

Obrigado, Alice :)

E obrigado, Ana. Eu imaginava, mas mesmo assim surpreendeu-me. Beijos!