terça-feira, 27 de maio de 2008

Irritação

Rua da Bica de Duarte Belo, 30 Janeiro 2008 (PC)

Porque é que não posso dar em Maio os passeios pela minha cidade que dava em Janeiro? Quando é que o estafermo do santo meu homónimo deixa a gente em paz, para cumprir adiados Bicaense, Delidelux e Baiúca? Não fossem os jacarandás, começava a perguntar-me se estamos mesmo na altura do ano em que mais gosto de Lisboa...

11 comentários:

Por entre o luar disse...

Passei para deixar um sorrisO* e beijito:)

Bichodeconta disse...

Conheço este lugar nesta Lisboa de encantos..De quando em vez, acordamos com vontade de calcorrear Lisboa, de comboio o de carro lá vamos..A pé, subimos Alfama , Sé,Mouraria, Castelo onde , pequenas nesgas entre o casario nos deixam vislumbrar um tejo , como que emoldurado entre as colinas.. Na última vez chovia , mas nem isso nos demoveu ..Uma foto aqui, uma gaivota que esvoaça e deixa no ar um grito de liberdade.. Não conhecia este espaço que ficará na minha rota de visitas.. Até lá deixo um abraço, ell

M. disse...

Podes crer.Todos os dias penso nisto.isto irrita uma pessoa. vamos fazer uma petiçao ao s.pedro?já que o Cohen ate veio cá...
adoro jacarandás.´

`*

SF disse...

Convidava-te a vir à Invicta, mas a coisa não está melhor por cá...
Vim só deixar um beijinho e dizer que estou atenta. Aparentemente ausente, apenas... :)

Periférico disse...

Parece que neste País a crise resolveu agora atacar também o nosso afamado bom clima temperado!;-)

Um abraço

João Paulo Cardoso disse...

Valha-nos os jacarandás que não sei se sobreviverão à queda de neve prevista para o mês que vem.

Um abraço.

Maria del Sol disse...

Concordo, esta primavera tem deixado muito a desejar, infelizmente. Também estou ansiosa para que regresse de vez o nosso sol generoso, e traga com ele as tardes nas esplanadas dos miradouros. E já se sabe que a seguir a uma tarde quente há sempre uma noite morna, que convida a ficar na rua... :)

Tenho andado desaparecida daqui mas não me esqueço do teu ninho, vou continuar a pairar por aqui sempre que puder.

Beijinhos!

Pedro disse...

Por entre o luar, deve ser por isso que hoje o sol já sorriu mais!!! Beijos ;)

Bichodeconta-Ell, conto fazer esse percurso, o mais tardar, na noite de Santo António. Mas começo mais para cá, jantando sardinhas numa qualquer rua da Madragoa. Que bom partilhar recantos da nossa cidade! Ainda bem que gostaste do meu ninho, volta sempre. Eu vou agora espreitar o teu marazul... bjs!

M'zinha linda, tenho saudades de te ver... talvez dia 19 de Julho no passeio marítimo? Ou ainda antes, como apetece, debaixo de um jacarandá? Subscrevo de cruz a tua petição ao meu santo, e olha que a julgar pelo que vejo, neste momento, de uma janela de Paço d'Arcos, o tipo está a dar-nos ouvidos. Beijinhos grandes, grandes!

SF, já fazias cá falta! Mas como percebo as aparentes ausências, às vezes são mesmo necessárias. Olha, hoje a capital está ensolarada, vem tu até cá. Beijos :)

Periférico, não tarda a irritação é tanta que perdemos os brandos costumes e esfaqueamos as nuvens! Abraços!

JP, isto se o fim da chuva não trouxer - estamo quase na saison deles - ferozes fogos florestais que no-los levem!
Abraço para ti.

María, outro regresso há muito desejado. O ninho alegra-se e deseja-te muitas tardes mornas e noites quentes, ou vice-versa. Beijos!

Huckleberry Friend (estou com o gmail ligado, daí que o comentário apareça com o meu nome verdadeiro)

Sofia disse...

Eu até já te comprei um são Pedro para ver se lhe fazes umas rezas e pões umas velinhas... pode ser que a coisa melhor!

Quero o sol!!!

beijos

Sophiamar disse...

Mudam-se os tempos nas voltas que o mundo dá. Esta Lisboa que eu amo e que tu me trazes com tanto carinho deixa-me de lágrima no canto do olho.

Beijinhosssss

Huckleberry Friend disse...

Também eu quero o sol, linda... para to dar embrulhado no Dia da Criança! Enquanto ele não chega, abriga-te comigo à sombra da chave gigante do São Pedro ;)

Sophiamar, parece-me que a própria Lisboa tem andado de lágrima ao canto do olho neste Maio cinzentão... e nós a apanhar com a choradeira na cabeça! Beijinhos :)