quinta-feira, 29 de maio de 2008

Resposta a um desafio (no dia certo!)

A Cleo lançou-me há dias dois desafios. Após uma semana mais dura no trabalho, a que se seguiu uma ponte (abençoada!), eis-me a responder. Calhou ser hoje e sinto que não podia haver melhor dia para fazê-lo.

Começo pelo segundo desafio: descrever uma memória numa frase de seis-palavras-seis. A minha frase não é bem frase e a memória que descreve tão-pouco é uma memória. São muitas. Isto porque me veio à cabeça uma sequência de palavaras que arranjei, há anos, para explicar um sentimento que me invadia e invade muitas vezes. Dá-se o feliz acaso de serem seis; aqui ficam, com a imagem do lugar que mas soprou.


a ilha que às vezes sou



Nota: a foto foi tirada no Baleal, a 9 de Maio de 2003, pelo Francisco Leote. Eu vivia em Madrid e foi bom receber estas vagas no centro da árida meseta. Ele vive em Roma e é um amigo de quem tenho saudades.

9 comentários:

Por entre o luar disse...

Frase e imagem... perfeita... somos ilhas realmente*

Beijinho e sorrisO*

Sofia disse...

mas é só às vezes!

;)

João Paulo Cardoso disse...

Mas é quando nos peninsulamos que desbravamos caminhos!!

Um abraço.

Periférico disse...

E todos juntos, as vezes, formamos um imenso arquipélago! ;-)

Um abraço

Sophiamar disse...

O Baleal, o mar que eu adoro e a ilha que às vezes me sinto.
Beijinhos

Bom fim de semana!

Huckleberry Friend disse...

Por entre o luar: somos ilhas de onde se vê a luz da lua reflectida no mar... ;)

Sofia, só às vezes. Mas tu tens asas que cheguem para voar sobre o mar, por muito bravo que esteja...

JP, nem mais... abraço!

Periférico, a ilha que às vezes sou dificilmente resiste a essa tentação :) abraço

Sophiamar, um dia destes talvez nos encontremos por lá. É revigorante! Beijos.

Migas disse...

É por isso que gosto de cá ver. Foto e frase perfeitas. :o)

P.S. Em resposta ao comentário do dia das mães: PARABÉNS! Muitas felicidades! :o)

Andreia Ferreira disse...

Aqui está uma frase que também me descreveria!
Beijinho

Pedro disse...

Migas, é sempre uma alegria saber que passaste pelo ninho! E obrigado pelos parabéns ;) beijo!

Andreia, creio que todos nos insulamos às vezes. Felizmente, e fazendo minhas as palavras do JP, também nos peninsulamos. E assim resistimos às vagas mais fortes. Beijinhos :)

Huckleberry Friend