quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Contagem decrescente

Já de partida, mais uma música de Madrid. Numa versão estrangeira, que é para despistar os indesejáveis...


Mecano, Fermati a Madrid, versão italiana de Quédate en Madrid

8 comentários:

Mário Franco disse...

gostei da música....de Mdrid tambem gosto...que saudades!

JP disse...

Olá!

Devidamente espicaçado, resolvi visitar este blog pela primeira vez e apraz-me registar que o mesmo tem asas de codornizes para voar.

Serei, concerteza, um cliente assíduo e, se assim autorizado, em breve poderei linkar o seu URL na minha coluna de blogs seleccionados.

Um abraço.

JP/"O Eldorado"

manuel teixeira disse...

Have fun.
MADRID. Love it.

Mad disse...

Garganeiros!!!

Miguel disse...

E que chegue aqui, já, na 2ª feira, o cheiro circunstanciado da Madrid que desconheço e também que se desenhem novas geografias, das que são feitos os cantinhos,as pequenas praças e locais onde se comem, bebem e vêm delícias. Porque, no " Codornizes", mas também no " Meu Cais" ou no " Porta do Vento " manda, quer os seus autores queiram, quer não, uma lógica de serviço entre o público e o privado.E, portanto, os seus autores não estão isentos da responsabilidade inerente.
Até lá. bom fim de semana, sortudos!

ana vidal disse...

Olá Pedro,

Incluí o Codornizes numa lista de blogs que tive que nomear, um desafio que tem a ver com leituras aleatórias. Como calculei que passarias à Sofia, pus só um de vocês.
Um beijo as dois
Ana

Huckleberry Friend disse...

Mário Franco, Manel, Mad:
Para quem parte de Lisboa, não é difícil matar saudades de Madrid. São só cinco horitas de carro (Mad, don't get mad). O difícil, pelo menos para mim, é que mal regresso elas começam logo a renascer!

JP:
Bem-vindo! Autorização total para lincar. E para intervir neste espaço sempre que lhe apetecer. É para isso que cá estamos. Um abraço!

Miguel:
Já deixei um cheirinho a Madrid ali em cima, mas prometo mais. Espero que um dia lá tomemos um copo os dois (ou três ou quatro ou mais). As senhoras do cais e do vento talvez queiram fazer-nos companhia, além do Manel e de outros amigos. Fico contente por ver funcionar o equilíbrio sempre periclitante entre público e privado que tento manter neste blogue. Um abraço forte!

Ana: Obrigado e um beijinho grande!

Sofia disse...

COPAS? Alinho nessa... para matar saudades de Madrid... vim ler este para ver se o tempo voltava para trás, mas não funcionou!

Beijinhos a todos