sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Cais das codornizes (II)

À primeira vista é uma música de Chico César, que lembramos cantada pela Daniela Mercury, no seu Feijão com Arroz (1996). Mais recentemente, descobrimo-la cantada por Pedro Guerra num dueto com o autor... en bilingüe!
A voz da Daniela lembra as tardes de Verão, ao pôr-do-sol, num pátio virado à Berlenga... a versão do Pedro e do Chico recorda os últimos serões românticos e algumas danças de princípio de noite.


Quando não tinha nada eu quis
Quando tudo era ausência esperei
Quando tive frio tremi
Quando tive coragem liguei
Quando chegou carta abri
Quando ouvi Prince dancei

9 comentários:

miguel disse...

Venham daí sons e poemas de Espanha, que é aquilo que está a dar, aúnque os brasileiros sejam bons e o Elton John também.

Alda disse...

Já valeu vir aqui logo no início da manhã! :)

(gosto muito desta música)

Huckleberry Friend disse...

Miguel, se eu arranjar o Elton a cantar em espanhol serás o primeiro a saber... para pôres no teu anunciado blogue, de que todos estamos avidamente à espera
Alda, fico mesmo contente por poder alegrar a tua manhã. A fim da minha semana já começou bem. E se vieres todos os dias, prometo esmerar-me!

miguel disse...

O pai do novíssimo blogue sofre que se farta com as dores de parto. No entanto, como em todos os processos de gestação, a criança sairá, nem que seja à força.

abraço

Huckleberry Friend disse...

Estamos todos a fazer força. As dores só tornam mais mágico o momento de dar à luz. By the way, já reparaste que a metáfora que escolheste e a que dei seguimento é o oposto do presumível nome do teu blogue? É como canta o Caetano na Sampa: o avesso do avesso do avesso do avesso... Abraço forte!

PJ: disse...

Aqui está a minha retaliação em forma de visita com a promessa de voltar daqui a diante. Excelente música!

Um abraço,

Pedro José :)

Huckleberry Friend disse...

Isso é o que se chama reacção rápida! Espero que nos encontremos muitas vezes, num e noutro poiso. Um abraço e bom fim-de-semana!

av disse...

Que bonita esta versão, Huck, não conhecia! E pensar que fui eu que contaminei toda a gente com o Pedro Guerra... ainda bem que gostaram.
Só um aparte: este é um daqueles duetos para ouvir, mas não para ver. É que... qual deles o mais feio!!
Bjs

Huckleberry Friend disse...

Nenhum prima, de facto, pela beleza. Até um filme em que eu apareça a cantar um dó de peito com a minha cunhada a tocar guitarra é mais bonito. Muuuuito mais bonito lolol. Beijos!