sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Cais das codornizes (IV)

A proposta de hoje é Sisters of mercy, de Leonard Cohen. No codornizes, a versão original, n'o meu cais, uma interpretação céltica de Sting com os Chieftains.

5 comentários:

myself disse...

De um lado para o outro ouvindo as versões - valeu a pena.

Huckleberry Friend disse...

:) boa! É giro como a mesma música dá coisas tão diferentes, não é? Ah, é verdade, não me esqueci do desafio... estou a passar o fim-de-semana na terra que vou descrever, para ganhar inspiração!

Maria del Sol disse...

COm todo o respeito para Sting, continuo sempre a preferir o original . A escuridão encorpada do timbre de Leonard Cohen é muito sedutora :)

Continuação de bom fim-de-semana

Susana disse...

Sem dúvida Leonard Cohen!
Oh "pá", vou confessar... Hoje vim aqui com mais um pouco de tempo para ler e reler, ouvir e falar, enfim... Mas quando liguei o pc e programei as visitas para hoje pensei: apetecia-me tanto ouvir qualquer coisa boa que já não ouvisse há algum tempo. Queria esta sensação com que fiquei agora. Sei lá, não sei explicar, a música faz-me destas coisas.
Não deves estar a perceber nada, eu às vezes causo isso nas pessoas. Bom, o que quero que entendas é que está confortável por aqui, agradável surpresa estas sonoridades...

Até já!

Huckleberry Friend disse...

Maria del Sol e Susana: do Cohen sou incondicional... gosto da outra versão, e gosto porque quase me parece outra música, música essa de que gosto. É isso que me dá gozo nisto das versões. Ver as coisas com outros olhos ou ouvi-las com outros ouvidos, cantadas por outras bocas. Beijinhos!

PS: Adoro que se sintam bem por aqui!