terça-feira, 27 de novembro de 2007

Sagrada Família

Como areia molhada na mão
O movimento ascendente das torres
(Como o teu corpo, e tudo, não tem rectas).

Agosto 2005

Poema a lembrar um de muitos périplos espanhóis, enquanto espero pelo próximo e já anunciado, do qual prometo à M. trazer frutos galegos ao som do Mar adentro.

12 comentários:

Laura Lara disse...

Gostei de vir até aqui.
Boa viagem a Barcelona e vê mais um bocadinho da Sagrada Família.
Beijinhos

M. disse...

vais visitar os catalaes?
oh,vais estar mais perto da minha irmã do que eu..e as saudades sao tantas..plaza dr letamendi sff..ou entao leva-me na bagagem.
Gaudi é Amor.



Por mi cuello tu mes de abril resbala
y su música templa mi recelo.
De tu mano pasea amigo el cielo
y en mis hombros sus cármenes instala.

Tu alegría desata tu rehala
de palomas y arcángeles en celo,
y ante la nueva aurora me desvelo,
entre un batir ardiente, de ala en ala.

Plata y verde le impones tu divisa,
al tiempo hostil, a la extenuada espera,
al mundo recobrado ya con prisa.

La portentosa gracia quién tuviera,
de perpetuar el don de tu sonrisa,
que me convierte octubre en primavera.

Antonio Gala

Huckleberry Friend disse...

Meninas, vejo que vos induzi em erro! Este poema escrevi-o em Barcelona, durante uma viagem de sonho, mas o próximo périplo ibérico é pela Galiza (diz na nota!). Em todo o caso, M., levar-te-ia com gosto, mas no banco de trás, bem instalada. Até podias recitar uns poemas lindos como esse do Antonio Gala naqueles inevitáveis momentos stressantes de "Porra, era aquela saída!" ou "Onde é que estamos?!"...

Mário disse...

Galiza? Chamaram-me?
Belo poema, Huck - gosto das palavras, do que expressas e do ritmo.
Se não tivessem acabado, oferecia-te um travesseiro de Sintra.
Bjs

Huckleberry Friend disse...

Ainda bem que gostou! Quanto ao travesseiro, dividia-o em três para repor a justiça, seu lambão.

JP disse...

Também sou fã de Barcelona.
O Bairro Gótico tem um pulsar próprio, mais sóbrio, longe da paleta multicolor das Ramblas ou da imponente Sagrada Família.

Então desejo-lhe boa viagem.
Sou admirador confesso das paisagens do país vizinho, mais do que dos seus habitantes, mas confesso que lhes gabo o jeito para mandar calar venezuelanos...

Um abraço.

Susana disse...

Barcelona, quem dera lá voltar, belas imagens que trouxe na retina. Quanto aos habitantes, não sou assim tão adepta mas... nada nem lugar algum parece ser perfeito. :)

Beijinho

Por entre o luar disse...

Lindo**:)
Barcelona tambem deve ser:P

Um dia vou la*

Beijo:)

La Reina disse...

Barcelona foi fantástico! O melhor presente de anos que recebi até hoje! Sortuda! Tenho saudades e quero lá voltar... Mas agora apetece-me mais a 'chuvinha' da Galiza, percorrer as Rías Baixas, comer chocolate quente e muitos churros... mas não queremos companhia... vamos em pré-lua de mel, ok? M. e Mário não se colem, sim?

Pedro, raramente perdes as saídas, eu estou sempre atenta e sei ler mapas, lembraste? E quando vou a guiar aí sim, perdes todas... vais a dormir...

Beijinhos galegos a todos

p.s. Mário, já escrevi que travesseiros, para si, jamás!

Mário disse...

Olha, Reina, se insistes em sonegar-me os travesseiros a que, pelo meu estatuto de "velho" tenho direito, dir-te-ei, como disse o teu correligionário espanhol: "porque no... vás a comprar más unos!".
Não eram para comer? Eram para apodrecer? Eram para reciclar? Mas que coisa! Pior que um guloso é um invejoso!

Huckleberry Friend disse...

JP, Susana, Por entre o luar: Barcelona é um mundo e vale mesmo a pena conhecê-la. Como vale a pena conhecer Espanha, a Ibéria e o resto do Globo. Dos habitantes direi apenas que são muitos e muito variados.

Reina, t'estimo molt, encara que sóc republicá. Tornarem a Barna, la fantàstica, però hem de merèixer-lo. Hauríem d'estar disposats a fer el que puguem per sopar perdiu...
...e a camiñar baixo o sol ou a choiva. Oxalá que a auga nos limpe os ollos verdes e azuis e déixenos ver todo o recorte da costa, todas as saídas que ten unha estrada, todas as estrelas que poderei contar en lugar de durmir mentres conduces
.

Beijinhos!

Huckleberry Friend disse...

Paizito, já te ouvi falar melhor...